quarta-feira, 31 de julho de 2013

CARTA AO LEO - texto em prosa - Jan

Querido Leo,

Lembra quando nos conhecemos? Foi num sábado à tarde... Olhamo-nos e foi amor à primeira vista, pois logo viemos para a minha casa.
Você até vomitou no caminho... Lembra? Mas eu não me importei, pois afinal, você tinha apenas dois meses de vida.

E você foi crescendo rapidamente: as pernas compridas; os olhos suplicantes e amorosos, sempre a me procurar com ansiedade; o focinho frio aquecendo a minha alma; seus lambeijos babados temperando meus dias.
Quando você chegou, já encontrou um “irmão” mais velho, mas logo você ficou maior do que ele.


Depois veio uma "irmãzinha" que agora é adolescente...

Quanto trabalho essa menina já deu, hein?E você ajudou muito com ela, suportando brincadeiras de cachorrinho novo e corrigindo-a quando necessário.

Por último chegou aquele “irmão”, já grandinho e com mais idade até do que seu “irmão” mais velho, querendo disputar a liderança...
Ele é chatinho, mas é um bom sujeito e, vamos combinar... 
ele é bonito e charmoso!

É cada vez mais admirável seu porte perfeito, seu pelo dourado, seu olhar meigo, seu bom senso natural, sua obediência incomum e, por que não dizer, seu 
PATRIOTISMO!;-)

6 comentários:

  1. Que linda carta! E lindos todos!" Adorei! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Lindo, lindo, lindo. Se o Leo soubesse ler, certamente se emocionaria. Me emocionei. Abraços

    ResponderExcluir
  3. Jan, que LINDOOOO tudo isso.
    Homenagem em carta bem merecida, né não? Eita porte chiquetoso o Léo rsrs. E os outros então... Adooooro! Se eu pudesse teria um canil aqui em casa. Marido não deixaaaa. Já temos o John Boy, ele fala rsrs..

    Beijos querida Jan e parabéns pela blogada linda de viver.

    boa noite

    ResponderExcluir
  4. O Leo é um querido.Sabe ajeitar as coisas em casa e não perde a simpatia.A turma toda é fofíssima, Jan.Quando era criança tive quatro assim em casa.Hoje é só o Thuran que domina o território.
    Bjkas,
    Calu

    ResponderExcluir
  5. Jan,
    Pelo que estou vendo, você é uma apaixonada pelos seus cãezinhos, mas são todos umas graças mesmo. E o seu Leo parece-se muito com um que minha irmã tinha, aliás era cadela, a Brenda, mas era birutinha, não dava paz em casa. haha
    Saudade dos meus que se foram - Hoshi e Emmy - dois lindos exemplares de Akita. Conheces?
    beijos cariocas


    ResponderExcluir
  6. Amigos queridos!
    Não costumo responder comentários neste blog... mas o Leo é "meu amigãozão" e merece mais um comentário;-)
    O Leo é boa gente rsrsrs ou seria se fosse gente.
    Ele é fofo mesmo... é uma fera latindo no portão, mas é "abraçável" aqui dentro. E não quer briga, pois os 3 (que eu chamo de) pequenos tocam ele de dentro da casa.
    Ele faz "caca" no quintal e tem um latido/resmungo específico para "solicitar" a limpeza do local...

    Beth, vc fala em Akitas... eu tive 2 'meninas'; Mine e Dan... que saudades! Há duas araucárias grandes aqui em frente e gosto de pensar que a energia delas está lá...

    ResponderExcluir


Gostou ?????