sexta-feira, 18 de abril de 2014

TRUMAN CAPOTE - Parte de um post garimpado na blogosfera - vejam todo o trabalho de pesquisa - http://luzdeluma.blogspot.com.br/2014/02/a-sangue-frio.html

E quando a vida de um escritor se confunde com a história de um dos seus 
personagens?
Tudo começaria assim:

Minha mãe Lillie Mae não tinha apenas nome de boneca e como uma bonequinha, se envolvia sempre com homens errados.
Até que conheceu o meu pai, um comerciante vigarista para mais uma vez cair no erro. Como todas as mulheres apaixonadas, ela esperava que o amor da sua vida se tornasse um homem honesto, teriam muitos filhos, uma bela casa e viveriam felizes para sempre.
A família idealizada por minha mãe virou uma família conflituosa e eu me tornei uma criança solitária e negligenciada.
Com 4 anos fui afastado dos meus pais para viver no Alabama, com parentes que eu nunca tinha visto. Aprendi a ler e escrever sozinho antes de ir para a escola e nos livros eu me encontrei. Dentro deles eu ia para qualquer lugar, longe daquele quarto, daquela casa, daquela família que olhava para mim como uma pessoa a mais.
Com 5 anos eu já me imaginava um escritor, alguém com poderes para transportar pessoas de um mundo para outro e para tanto, andava com meu bloquinho de anotações e um dicionário.
Assim que adquiri mais que um metro e oito centímetros de altura, já pensava em procurar o meu lugar.
Com 9 anos, eu era bem amadurecido se comparado aos meus colegas e já tinha um livro pronto. Com 10 anos participei de um concurso literário importante e tive um conto publicado em uma revista conhecida na época e com 11 anos, a escrita já era uma constante em minha vida e eu escrevia pelo menos 3 horas por dia.
Nessa época, minha mãe casou novamente e me levou para morar com ela. Fui para Nova Iorque. Minha vida mudou completamente quando meu padrasto me adotou.

Quando isso aconteceu, morreu Truman Streckfus Persons e nasceu Truman Capote.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Gostou ?????